Logo Projetos

To translate this page, please see the google toolbox in the footer.

VHF / UHF
Tropospheric
Ducting Forecast

Status

L

1.4

2

3

4

5

6

7

8

9+

By: William Hepburn

Solar Terrestrial
Activity Report

Status

http://www.solen.info/solar/

N3KL Solar Activity Monitor

Solar X-rays:
Status

Geomagnetic Field:
Status

http://www.n3kl.org/sun/noaa.html

Solar-Terrestrial Data

.

http://www.hamqsl.com/solar.html

MUF Map

.

http://www.spacew.com

Clima Mundial
.

http://wattsupwiththat.com

Últimos 20 visitantes:

free counters

  Hoje é: Dia do Arquiteto | Dia do Engenheiro

 tab Amplificador com o TDA2009A (Repaginando um MAXSOM M-501)

Avalie esta página:
 


   Talvez muitos não conheçam os receptores MAXSOM. Estes receptores eram montados em Campinas-SP usando os kits "OEM" da Unitac, que consistiam de placas prontas para montagem de receptores (monobloco de rf, placa de fi, amplificador, etc). Alias, isso era bem comum na década de 1970.

   A muito tempo eu tenho esse M-501 que salvei da sucata. Ganhei de um colega PX lá por volta de 1990 e estava em estado muito lastimável, faltando os knobs, faltando peças, fios arrebentados, um caos! Pelo menos ele estava com o painel em bom estado e tinha as tampas.

   Um fato curioso deste receptor é que ele tem somente a banda de FM (88 a 108MHz) e é mono! Porem lá por 1998 eu catei uma plaquinha de um velho toca-fitas paraguaio e recortei o circuito decodificador de estéreo, que usa o AN7420 e instalei nele. E também, eu já tinha sumido com o amplificador original dele, que era mono e bem safado, e usava o M-501 somente como sintonizador, ligado a um amplificador maior.

   No começo de 2013 acabei comprando um outro MAXSOM no mercado livre, um STM-300 que é só sintonizador, mas já é AM e FM estéreo original de fábrica. Dai o M-501 perdeu a vez como receptor de FM no meu som. E como fiquei com dó de dispensá-lo, resolvi dar uma repaginada nele.

   A primeira coisa foi limpar todas as gambiarras e lambanças que fiz nele na época de moleque. E como tinha lambança!

   Feita a limpeza e arrumada bagunça sobraram duas coisas por fazer. Colocar um novo amplificador e dessa vez estéreo e um medidor de intensidade de sinal.

   Para o amplificador eu decidi usar um TDA2009A, 10+10W, TDH de 0,1% e trabalha bem com 22V que é a tensão original da fonte do M-501. Parti para o desenho do esquema do amplificador e ficou como no esquema abaixo:

   O circuito do amplificador em sí e o sugerido no datasheet do TDA2009A. Na entrada de áudio resolvi implementar o controle de volume com loudness (ou double-bass), só que eu não dispunha de potenciômetro com tap central que é a forma mais fácil de fazer um controle de volume com loudness. Dai pesquisei algumas formas de fazer controle loundness sem usar potenciômetro com tap e encontrei este circuito.

   Apenas fiz o acerto do valor do capacitor de 51pF para 47pF e troquei o potenciômetro de 2M por 1M que é o que eu tinha aqui. O gráfico a direita mostra a curva de equalização conforme a porcentagem do volume. Veja que quanto maior o volume, menor é a ênfase nos graves e agudos.

   Desenhei uma placa de circuito impresso para o amplificador, usando o mesmo estilo de roteamento usando no MAXSOM, que eram placas desenhadas a mão livre. Só que eu desenhei usando o P-CAD mesmo, hihi.

   A placa montada. Que for observador vai notar que usei alguns componentes bem antigos. Foram reaproveitados de sucata e de propósito, para dar um ar "retrô" a placa. São os capacitores eletrolíticos laranjas da Siemens e os poliéster "zebrinha" da Ibrape.


ah... nesta foto haviam dois erros de montagem. Inverti os cerâmicos de 47pF e poliéster de
 6,8nF do loudness e o capacitor eletrolítico verde, estava invertido

   Para proteção das trilhas da placa, optei por usar a antiga técnica do breu dissolvido em álcool. Esse verniz alem de proteger a placa, serve de fluxo de soldagem. Só que... demora um pouco pra secar e mesmo depois de seco ainda meleca um pouco na mão.


Meleca feita com breu

   O potenciômetro de volume, deve ser ligado ao bloco de 5 terminais marcado como P1 na placa, conforme o indicado abaixo.

   Com tudo pronto é hora de instalar tudo dentro do MAXSOM M-501. Veja como ficou:

   O medidor de sinal de RF. Optei por usar um CI LB1423 que retirei de uma sucata de PX, mas é um CI fácil e barato de encontrar. Pode ser usado em seu lugar também o LB1403, tem a mesma pinagem. A única diferença é a corrente dos leds que é maior no LB1403.

   O projeto do medidor de 5 leds com o LB1423 esta nesta página aqui.

  Para ligar o medidor de sinal, fiz um pequeno e simples circuito que toma uma amostra do nível de RF presente na penúltima FI.

   Este circuito também serve para medir sinal em FI de 455kHz. Basta alterar o valor do capacitor de 5,6pF para 100pF. A parte desenhada em azul claro corresponde ao circuito de FI do receptor. E a parte em vermelho é o que retira uma amostra do RF.

   O medidor já instalado e funcionando na frente do M-501:

   Veja como ficou a frente do M-501 depois da repaginada.

   Downloads

   - Layout da placa do amplificador com TDA2009A
   - Esquema amplificador TDA2009A
   - Lista de material para montagem do amplificador

©2013 by PY2BBS

Enquete

Como você conheceu o radioamadorismo?

Amigos
Vizinho radioamador
Clube de radioamadores
Revistas
Internet
Não sou radioamador



Resultado Parcial

Enquetes anteriores

10 últimos
QSL's Recebidos


WP4CNU - AO-7


PY4EU - AO-51


PU2WZY - VO-52


PY4LY - VO-52


PY2TZT - Gift


PY5JCI - AO-51


PY7DI - AO-51


CX5IC - AO-51


PU2NJL - Beacon


PU1NEI - Gift

Mais...

10 últimos
QSL's Enviados

WP4CNU - AO-51
L50E - AO-51
YV6BFE - AO-51
YV5MM - AO-51
CX5IC - AO-51
CX2SC - AO-51
PU5MRA - AO-51
PY4ZBZ - AO-7
PY2XT - AO-51
YY6KWD - AO-51
YY6IEA - AO-51

Mais...

Contato Recorde:

PT9JA

José Antônio

VHF SSB

GG67rw > GG49df

554.6 Km

PT9IR

Irineu C. Gudin

VHF Rep

GG68oa > GG29rn

822.6 Km

Seti@Home

Total Credits:

seti@home

Firefox
Get Firefox!

resolução
1024 x 768
True Color

Assinar FEED!
Assinar Feed

bandeira do brasil

go top


Page View:

PageRank:

Última atualização do site em: 02/maio/2018

Todo o conteúdo é © 2003-2018 por PY2BBS, todos os direitos reservados.
Proibida cópia ou reprodução de qualquer texto ou imagem deste site sem a devida autorização por escrito.
Todos os nomes e as imagens utilizadas são marcas registradas de seus respectivos detentores.
PY2BBS não se responsabiliza pelo conteúdo de quaisquer dos sites lincados.

Valid HTML 4.01 Transitional   Valid CSS!   [Valid RSS]