Logo Projetos

To translate this page, please see the google toolbox in the footer.

VHF / UHF
Tropospheric
Ducting Forecast

Status

L

1.4

2

3

4

5

6

7

8

9+

By: William Hepburn

Solar Terrestrial
Activity Report

Status

http://www.solen.info/solar/

N3KL Solar Activity Monitor

Solar X-rays:
Status

Geomagnetic Field:
Status

http://www.n3kl.org/sun/noaa.html

Solar-Terrestrial Data

.

http://www.hamqsl.com/solar.html

MUF Map

.

http://www.spacew.com

Clima Mundial
.

http://wattsupwiththat.com

Últimos 20 visitantes:

free counters

  Hoje é: Dia do Arquiteto | Dia do Engenheiro

 tab Explorador de VHF Super-Heteródino

Avalie esta página:
 


 Capa Saber Eletrônica 179  Conheço o projeto deste receptor desde sua (re)publicação em 1987. Porém pouca gente sabe que o projeto deste receptor foi publicado em duas edições da revista Saber Eletrônica, sendo os números 127 (1984) e 179 (1987). Depois deste tempo todo, resolvi montar este receptor e como sempre, usando o máximo possível de peças de sucata. emoticon

   Muita gente deve ter montado este receptor e deve ter tido problemas, pois existem diversas coisas incorretas no texto da revista e até onde sei não saiu nenhuma errata nos números posteriores.

   Primeiramente há um grande confusão com o capacitor variável. A revista mostra um variável com apenas dois trimmers de ajuste. É fato que até existe variável de PVC somente de FM (PVC 2C20T ou CBX-233F), mas é raríssimo, sendo o mais comum o de quatro sessões (AM/FM). E onde fica a confusão? É que existe variável para  somente AM e que tem a mesma aparência da revista! Dai muita gente tomou a imagem de um variável com 2 trimmers de ajuste e colocou um variável para AM de duas sessões! Como a diferença de capacitância é muito grande, é claro que não funciona.

   Existe também um erro na designação das bobinas que devem ser enroladas. A revista diz que para experimentar outras faixas deve ser modificadas as bobinas L3 e L4, quando na verdade devem ser modificadas as bobinas L1 e L3.

   No texto ainda existe outro erro na página 9, onde é sugerido o S042P como equivalente do TBA120S, o que está ERRADO! Houve alguma confusão ou erro de digitação no texto da revista, pois o equivalente do TBA120S é o S041P. E ainda, algumas pessoas podem não ter tido sucesso na montagem justamente por causa que existe uma grande diferença entre o TBA120S e o TBA120U, o projeto original foi feito para usar somente o TBA120S.

Esquematico
Esquema modificado para funcionar com o TBA120S ou TBA120U
(clique sobre a imagem para ver em tamanho maior)

   Ainda na página 9 existe um outro detalhe que pode causar uma certa confusão. Na parte de testes e ajustes é dito que a bobina T1 é de núcleo vermelho, e de fato a bobina recomendada (Toko 4030) tem núcleo vermelho, mas há de se tomar muito cuidado com isso, porque em sua esmagadora maioria as bobinas com núcleo vermelho encontradas em sucata é a osciladora de AM. E obviamente não serve para a montagem. Por isso eu sugiro o uso de outras bobinas, mais fáceis de encontrar na sucata, como a verde ou laranja e servem perfeitamente.

   E para finalizar também existe uma confusão na legenda da PCB original da revista entre os capacitores C15 e C16 causada pela má disposição do texto que pode levar a identificação errada dos capacitores, causando a montagem com os valores trocados.

C15 x C16

   A placa foi redesenha no P-CAD seguindo o estilo original curvo.

Placa no PCAD

   Tomados os devidos cuidados com as informações acima, a montagem é sem surpresas. Se utilizar bobinas de FI re-aproveitas de sucata como no meu caso, ao ligar o receptor já deve funcionar de primeira. Sendo necessário apenas um pequeno retoque nas bobinas de FI.

   A placa já totalmente montada:

Explorador VHF montado - Vista superior

   O único material novo nesta montagem é o capacitor variável e o TBA820. O restante é totalmente aproveitado de sucatas!

   O TBA120 pode ser usado tanto o TBA120S (ou SQ, basta endireitar os pinos) como o TBA120U. NÃO SERVE o TBA120T. O esquema no inicio da página e o desenho da placa já esta modificado para usar qualquer um dos dois CI's.

   Porém notei que o TBA120S é melhor pois tem um ganho de áudio maior, seu pré deve ser melhor. Mas a sensibilidade é igual com qualquer um deles. Para compatibilizar o uso dos dois CI's foram necessárias pequenas mudanças na placa, que foi desconectar os pinos 3, 4 e 12 do terra e o acréscimo de um resistor (R12 - 680K) entre os pinos 4 e 5. Este resistor não precisa ser removido no caso de se usar o TBA120S. Não atrapalha em nada.

Explorador VHF montado - Vista inferior
 

   Um pouco de teoria...

   Só um pouquinho... Mas bem superficial, só o básico. emoticon O diagrama de blocos de um receptor super-heteródino típico é este:

   O principio básico de um receptor super-heteródino é: O sinal é recebido pela antena, amplificado e misturado com uma freqüência gerada pelo oscilador local. No misturador irão resultar vários sinais derivados da soma e subtração das duas freqüências. No caso de um receptor super-heteródino interessa penas a soma ou subtração primária.

   Os sinais resultantes dessa mistura é aplicado a um filtro deixa passar somente um dos produtos e também já limita a banda passante, eliminando interferências laterais e também os produtos indesejados gerados no misturador. Este filtro pode ser um elemento cerâmico (filtro ou ressonador cerâmico), filtro a quartzo (filtro ladder) ou simplesmente bobinas como é o caso de receptores mais baratos. Ou ainda a combinação dos dois métodos.

   Depois do filtro o sinal passa pelo amplificador de FI, obtendo o ganho necessário, e vai para o detector onde é extraída a informação do sinal de RF. Depois do detector passa por um controle de volume vai para o amplificador de áudio e finalmente para o auto-falante.

   No Explorador de VHF, o amplificador de RF é constituído pelo transistor Q1 (BF494) e o misturador e oscilador é feito no mesmo estágio pelo transistor Q2 (BF494) que acumula as duas funções.

   O que acontece no misturador. Digamos que na antena temos a freqüência de 99.5MHz e o oscilador local esta ajustado para 110.2MHz. Na saída do misturador teremos então:

99.5 - 110.2 = 10.7MHz  e 99.5 + 110.2 = 209.7MHz

   Então na saída do misturador temos 10.7MHz e 209.7MHz. Existem outras freqüências resultante da própria combinação destas novas freqüências, mas não vem ao caso.

   Como logo apos o misturador temos um filtro sintonizado, este deixará passar apenas um dos produtos descartando os produtos que não nos interessa, e deixará passar somente os 10.7MHz. No caso do Explorador de VHF é constituído pela bobina T1 e o filtro cerâmico de 10.7MHz.

   O sinal então segue para o amplificador de FI que aqui é composto pelo CI1 que é o TBA120 que também já acumula a função de detector. E o amplificador de áudio é composto pelo CI2, TBA820.


   Notas para montagem

   O TBA820 ou TBA820L é um problema nos dias de hoje, sendo bem difícil de encontrar. O TBA820 tem os pinos em ziguezague (em quatro linhas), mas pode ser utilizado sem problemas, bastando desentortar os pinos com um alicate de bico. Já o TBA820L tem os pinos retos (em duas linhas). Mas já prevendo que muita gente vai ter dificuldades de encontrar o TBA820 na versão 14 pinos, fiz uma segunda versão da placa mas com o TBA820M que é a versão de 8 pinos e encontrada com relativa facilidade. Para usar o TBA820M foi necessário acrescentar R13 - 1R, pois esse resistor é interno no TBA820L.

   O capacitor variável utilizado é o modelo que é fixo a placa somente pelos terminais. É o modelo mais comum de encontrar nas sucatas. Aqui utilizei um Mitsumi PVC-3LXT-L que tem duas sessões para FM (20pF cada) e duas sessões para AM (82 e 140pF). A sessão de AM não é utilizada e fica aterrada na placa. Lembre-se de aterrar o terminal comum dos trimmers com o comum do variável. Para isso use um pedaço de terminal de resistor e introduza a ponta no furo que fica logo abaixo dele.

   Qualquer variável com capacitância similar vai servir.

   Os transistores admitem equivalentes como BF495, BF254, BF255, BF198, BF199. E como já dito acima, podem ser usados o TBA120S, TBA120SQ ou TBA120U. Não serve o TBA120T.

   A bobina de FI pequena pode ser verde ou laranja, é uma bobina de FI de 10.7MHz. A bobina grande pode ser rosa ou azul, é a bobina de quadratura ou discriminadora.

   As bobinas enroladas seguem as tabelas abaixo:

   Bobinas fixas

L4

   3 espiras fio 23AWG, diâmetro 7mm

L2 e L5

   7 espiras fio 30AWG, diâmetro 7mm

 Bobinas para escolha da faixa

Faixa
(MHZ)

L3
Fio 23AWG, diâmetro 6mm
L1
Fio 23AWG, diâmetro 3mm

54 - 88

5 ou 6 espiras 6 ou 7 espiras

88 - 108

3 espiras  4 espiras

108 - 140

2 espiras  3 espiras

140 - 200

1 espira  2 espiras

   Para as faixas de freqüências mais altas e chegar aos 200MHz, pode ser necessário alterar o valor de C8 para 4,7pF e C16 para 5,6pF para uma melhor cobertura de freqüências.
 

   Calibração

   Inicialmente opte por usar as bobinas para a faixa de 88 a 108MHz, pois temos emissoras de FM bastante fortes e que estão 24 horas no ar.  

   A calibração é bem simples. Se você re-aproveitou as bobinas de FI de sucata, elas já estarão pré-ajustadas, facilitando bastante o ajuste. As emissoras mais fortes já deverão ser recebidas. Então sintonize uma estação local e ajuste o trimmer do oscilador local (sessão onde está a bobina L1) para colocar a estação o ponto desejado de sintonia do variável.

   Com o trimmer do oscilador local ajustado passe para o trimmer de antena e ajuste para o máximo sinal possível.

   Pode ser necessário abrir um pouco as espiras de alguma bobina, caso o trimmer não consiga o ajuste necessário.

trimmer

   Com os trimmers ajustados, proceda um pequeno retoque na bobina de FI (T1). Para isso procure uma emissora com sinal fraco e ajuste T1 para o máximo sinal sem distorcer o áudio.

   Ajustada a bobina de FI passe para a bobina de quadratura. Faça um retoque para que o áudio fique sem distorção ou rasposidade.

   Terminado este ajuste, volte ao trimmer da bobina de antena e faça um ajuste final procurando a máxima sensibilidade. Com isso o receptor estará calibrado e pronto para uso.

   Experimente as outras faixas depois de ter se familiarizado bem com o procedimento de calibração.

   Claro que para quem dispor de gerador de sinais, poderá utilizá-lo para a calibração. Neste caso não acho necessário descrever o procedimento, pois já quem tem um gerador já deverá saber como fazer a calibração.
 

   Funcionamento

   Video demonstrando o funcionamento do receptor. Observe a elevada sensibilidade, que é equiparável aos receptores comerciais.


   Download

   - Layout invertido e normal com TBA820 (14 pinos)
   - Layout invertido e normal com TBA820M (8 pinos)
   - Diagrama esquemático
   - Lista de peças
   - Artigo original do projeto


   Comentários finais

   Um dos motivos que me fez desencaixotar e acelerar a montagem este projeto de 1987, foi ter encontrado o vídeo do Rodrigo, PU2ARD no youtube. Antes de ter o visto o vídeo eu já estava no "ajuntamento das pecinhas" desse receptor, e o vídeo do Rodrigo foi o empurrão que faltava.

   Pra quem não sabe, todo o projeto que começo a pensar em montar, eu pego uma caixinha de papelão e escrevo o nome do projeto nela e ali começo a juntar o material. Tem várias caixas aqui esperando a vez eheh.

   Por fim... e ai? Gostou? Então volte até o topo da pagina (ou clique naquela seta "inicio" aqui a sua esquerda) e dê sua avaliação clicando nas estrelas. Sua avaliação é meu "salário". emoticon

©2013 by PY2BBS

Enquete

Como você conheceu o radioamadorismo?

Amigos
Vizinho radioamador
Clube de radioamadores
Revistas
Internet
Não sou radioamador



Resultado Parcial

Enquetes anteriores

10 últimos
QSL's Recebidos


WP4CNU - AO-7


PY4EU - AO-51


PU2WZY - VO-52


PY4LY - VO-52


PY2TZT - Gift


PY5JCI - AO-51


PY7DI - AO-51


CX5IC - AO-51


PU2NJL - Beacon


PU1NEI - Gift

Mais...

10 últimos
QSL's Enviados

WP4CNU - AO-51
L50E - AO-51
YV6BFE - AO-51
YV5MM - AO-51
CX5IC - AO-51
CX2SC - AO-51
PU5MRA - AO-51
PY4ZBZ - AO-7
PY2XT - AO-51
YY6KWD - AO-51
YY6IEA - AO-51

Mais...

Contato Recorde:

PT9JA

José Antônio

VHF SSB

GG67rw > GG49df

554.6 Km

PT9IR

Irineu C. Gudin

VHF Rep

GG68oa > GG29rn

822.6 Km

Seti@Home

Total Credits:

seti@home

Firefox
Get Firefox!

resolução
1024 x 768
True Color

Assinar FEED!
Assinar Feed

bandeira do brasil

go top


Page View:

PageRank:

Última atualização do site em: 02/maio/2018

Todo o conteúdo é © 2003-2018 por PY2BBS, todos os direitos reservados.
Proibida cópia ou reprodução de qualquer texto ou imagem deste site sem a devida autorização por escrito.
Todos os nomes e as imagens utilizadas são marcas registradas de seus respectivos detentores.
PY2BBS não se responsabiliza pelo conteúdo de quaisquer dos sites lincados.

Valid HTML 4.01 Transitional   Valid CSS!   [Valid RSS]