Logo Projects

VHF / UHF
Tropospheric
Ducting Forecast

Status

L

1.4

2

3

4

5

6

7

8

9+

DX Info Centre
By: William Hepburn

Solar Terrestrial
Activity Report

Status

https://www.solen.info/solar/

N3KL Solar Activity Monitor

Solar X-rays:
Status

Geomagnetic Field:
Status

https://www.n3kl.org/sun/noaa.html

Solar-Terrestrial Data

.

https://www.hamqsl.com/solar.html

MUF Map

.

https://impc.dlr.de

D-Rap

.

https://www.swpc.noaa.gov/productsvd-region-absorption-predictions-d-rap

Clima Mundial
.

https://wattsupwiththat.com

Novo País

.

North Korea

Last Visited January 16, 2023

Últimos 20 visitantes:

Flag Counter

Hoje é: 30|01

 tab Protegendo fontes de alimentação:

Avalie esta página:
 


   Qualquer boa fonte que se preze deve prover uma proteção contra sobre-tensão para que em uma eventual falha os equipamentos conectados a ela não venham a ser danificados.

   Infelizmente nem todas as fontes tem esse tipo de proteção, ou quando tem protegem quanto a falhas no circuito regulador, mas não previne problemas de curto-circuito nos transistores reguladores de potencia.

   Para isto é necessário uma proteção totalmente independente do circuito do regulador da fonte e que funcione de maneira autônoma, e que não interfira no funcionamento normal da fonte. Separei aqui três métodos que tenho usado a alguns anos e até agora tem funcionado muitíssimo bem.

  Proteção simples a diodo zener:

   A proteção a diodo zener é bem simples e funciona muito bem com fontes de até 15 amperes. Se baseia em 5 diodos zener 1N5352, que é um zener de 15V x 5W

   Os 5 diodos devem ser ligando todos em paralelo e ligados na saída regulada da fonte, logo apos o porta-fusível. Caso a fonte não tenha o porta-fusível, é necessário a instalação de um. Veja o esquema abaixo:

   O funcionamento é simplíssimo, mas eficiente. Como os diodos são para 15V e a saída da fonte teoricamente não vai exceder a 13.8 ~ 14V, o zener esta 1V abaixo da tensão de avalanche, onde ele inicia a condução. Caso a fonte apresente algum problema e sua tensão ultrapasse 15V os zeners irão conduzir irão curto-circuitar a fonte, causando a queima do fusível e muito provavelmente dos diodo zener.

  Proteção simples a varistor:

   A idéia é exatamente a mesma acima, porem em vez do zener usamos varistores de 15 ou 17V. Opte por usar varistores de 15V pois muitos equipamentos não suportam tensões acima de 15V, mesmo por alguns milisegundos. 

  Proteção a relé:

   Agora a idéia é usar um relé para a proteção. A idéia é simples, quando a tensão ultrapassar a um limite pré estabelecido, o rele terá sua bobina energizada e irá abrir os contatos "Normal Aberto" desconectando a carga da saída a fonte.

   Esta proteção tem o inconveniente de ser um pouco lenta, devido ao tempo que o relé leva para ser acionado (mover seus contatos) mas funciona bem, principalmente se combinada com a proteção a zener ou varistor.

   A tensão da bobina do relé deve ser de 12V e o diodo zener de 14 ou 15V x 5W. Os contatos do relé deve ser capazes de suportar a corrente da fonte. Você pode usar um relé que tenha vários contatos em "tandem", e ligar todos em paralelo.

  Proteção a SCR/TRIAC:

   Esta é a proteção mais sofisticada. O SCR ou TRIAC deve ser capaz de suportar grandes correntes, podendo ser utilizados os tipos de rosca, de uso industrial como o SKT24 ou os tipos de plástico em encapsulamento TOP3 de grande potencia como o BTA41.

   Para saber se serve, olhe o datasheet e verifique a corrente de surto que ele agüenta, o parâmetro ITSM. O BTA41 por exemplo suporta pico de 420A. SCR ou Triac que agüente surto de mais de 300A em geral servem.

   Acrescente um fusível entre o positivo da ponte retificadora e o circuito regulador e ligue o Anodo ou A2 depois do fusível. Fazendo desta forma você evita queimar os transistores reguladores, em caso de disparo da proteção por uma falha do circuito regulador por exemplo.

   O resistor de 47R deve ser ligado a saída da fonte. O funcionamento é simples, caso a tensão da fonte ultrapasse a soma dos dois zeners de 8V2 mais a tensão de disparo do SCR ou TRIAC, causa o disparo, que ira curto-circuitar a saída da ponte retificadora e provocará a queima do fusível. Você pode ajustar a tensão de disparo, modificado a tensão dos zener.

   O SCR ou TRIAC não necessita de radiador de calor, pois sua atuação será muito rápida.

Enquete

Você tem problemas com interferências, ruídos em seu shack/casa que inviabiliza sua recepção em HF?

Sim
Não



Resultado Parcial

Enquetes anteriores

10 últimos
QSL's Recebidos


WP4CNU - AO-7


PY4EU - AO-51


PU2WZY - VO-52


PY4LY - VO-52


PY2TZT - Gift


PY5JCI - AO-51


PY7DI - AO-51


CX5IC - AO-51


PU2NJL - Beacon


PU1NEI - Gift

Mais...

10 últimos
QSL's Enviados

WP4CNU - AO-51
L50E - AO-51
YV6BFE - AO-51
YV5MM - AO-51
CX5IC - AO-51
CX2SC - AO-51
PU5MRA - AO-51
PY4ZBZ - AO-7
PY2XT - AO-51
YY6KWD - AO-51
YY6IEA - AO-51

Mais...

Contato Recorde:

PT9JA

José Antônio

VHF SSB

GG67rw > GG49df

554.6 Km

PT9IR

Irineu C. Gudin

VHF Rep

GG68oa > GG29rn

822.6 Km

Firefox
Get Firefox!

Assinar FEED!
Assinar Feed

bandeira do brasil

go top


Page View:

2964852

PageRank:

Última atualização do site em: 29/janeiro/2022

Todo o conteúdo é © 2003-2023 por PY2BBS, todos os direitos reservados.
Proibida cópia ou reprodução de qualquer texto ou imagem deste site sem a devida autorização por escrito.
Todos os nomes e as imagens utilizadas são marcas registradas de seus respectivos detentores.
PY2BBS não se responsabiliza pelo conteúdo de quaisquer dos sites lincados.

Valid HTML 4.01 Transitional   Valid CSS!   [Valid RSS]